ECOA NA HISTÓRIA

institucional

Fundada em 2010, o Instituto ECOA é uma instituição de caráter privado, sem fins lucrativos, que mantém parceria por meio de um contrato de gestão com a Prefeitura Municipal de Sobral, através da Secretaria da Cultura, Juventude, Esporte e Lazer – SECJEL, para desenvolvimento de atividades socioeducativas no setor da cultura. Está instalada no prédio da Escola de Cultura, Comunicação, Ofícios e Artes Profº Augusto Pontes que foi inaugurado no dia 31 de dezembro de 2004. O prédio abrigou a Oficina dos Araújos, antiga fábrica de beneficiamento de óleo de algodão, adaptada para as suas novas funções pelo arquiteto Campelo Costa. Dispõe de teatro, atelier de artes plásticas, salas de dança, salas de aula e estúdio de música onde funciona a Rádio Ecoa.

A ECOA promoveu uma grande ocupação artístico-cultural nos últimos anos. De 2010 a 2019 o Instituto ECOA ofertou cursos e oficinas formativas em diversas linguagens, exposições artísticas com visitas guiadas e ações educativas, espetáculos de teatro e dança, festivais de cinema, shows musicais, programas da ação cultural  de ocupação de praças e largos da cidade, publicou através do selo “Edições ECOA”, 14 livros sobre a história de Sobral e colocou em 2016, no ar, 24h por dia, a “Rádio ECOA”, que a partir de 2018 passou a ser ouvida na sintonia 91,3 e também no aplicativo Rádio Ecoa.

Atingiu diretamente com sua programação em quase dez anos de atividades um público de aproximadamente 185.000 pessoas. Em 2017 e 2018 tomou conta dos bairros, localidades e distritos do município. Realizou cursos, envolvendo muitos alunos, contabilizando inúmeras horas/aula, espaços ocupados, artistas/grupos de Sobral e outras cidades, além de atividades realizadas entre shows musicais, espetáculos de dança, apresentações de teatro e exposições de arte e fotografia. Tudo isso somado a um público de mais de 160 mil pessoas, todas interligadas por um único sentimento, o de pertencer. Destaque também para o suporte pedagógico e técnico oferecido à Escola de Música de Sobral, que conta com aproximadamente 550 matrículas por semestre, o Museu MADI, a Casa do Capitão Mor e a Pinacoteca de Sobral – Espaço Raimundo Cela, espaços museológicos dedicados à memória, à educação patrimonial e a estética artística, e que recebem visitantes de Sobral e de outras regiões locais e internacionais, somando-se até o momento mais de 21.000 pessoas atendidas nos dois últimos anos.

No currículo a Ecoa traz importantes iniciativas culturais. O Salão Imprima – Mostra Internacional de Gravuras que contou com uma exposição de Salvador Dali,  Ecoar – Programa de Formação de Plateias composto por treze projetos de difusão e formação cultural, Projeto Vidas em Ascensão e Projeto Ensinarte – formação na área das Artes e Ofícios de curta a longa duração, Sobral Cidade das Artes – apresentações gratuitas de teatro, dança e música, Mostra de Artes plásticas com importantes nomes no estado e nacional como Audifax Rios, Sebastião Salgado, além dos consolidados Projetos Quinta que Dança, Teatro da Terça, Sobral Ecoa Rock, Largo Musical, Alvorada Musical, Praça Viva, Pôr do Sol Musical, Rio das Artes, Domingo das Crianças,  Arte Urbana Sobral, Virada Cultural e Edital Temporada de Artes, responsáveis pela difusão cultural das diversas linguagens e ocupação dos espaços públicos do município de Sobral de forma criativa e com programação diversificada.

Na formação artística merecem destaque o Programa Estação das Artes – formação básica em arte e cultura para jovens, Escola de Artes – formação específica nas diversas linguagens artísticas, ECOAR – Laboratórios de Criação Artística e Percursos Culturais – experiência de imersão na memória da cidade.

Last modified: 8 de Maio de 2019