Chamada Pública – Programa ECOAR: Laboratórios de Criações Artísticas

AGENDA CULTURAL, ECOAR

card

O Instituto Escola de Cultura, Comunicação, Ofícios e Artes – ECOA torna público as inscrições para o programa “ECOAR: Laboratórios de Criação Artística”, com o objetivo de selecionar projetos de criação ou aperfeiçoamento nas seguintes áreas: Artes Cênicas (Dança e Teatro) e Música.  

As proposições selecionadas serão submetidas a um processo de tutoria que tem como finalidade promover a formação técnica e o aprimoramento dos saberes artísticos dos tutorados, produzindo vivências, imersões e afloramentos dos processos artísticos-cultural, além de promover conexões críticas e provocar redes de relacionamentos entre os grupos/artistas/coletivos selecionados.

O programa será dividido entre ciclos formativos comuns e ciclos específicos para cada linguagem, onde cada participante poderá estruturar o percurso de acordo com seu interesse, sempre sob a orientação técnica e artística de tutores renomados da área.

O programa prevê a seleção de 05 (cinco) projetos, divididos em 3 (três) linguagens artísticas, sendo 1 (um) de Dança, 2 (dois) de Teatro, 2 (dois) de Música. Espera-se, ao final do processo formativo, a produção de, no mínimo, 5 (cinco) produtos artísticos. Para efetivar a inscrição no Programa Ecoar é necessário que o proponente esteja cadastrado na Plataforma Sobral Cultura.

 

// Link para ler a #Minuta da Chamada Pública – http://bit.ly/2xg6V1z

// Link para inscrição na #ChamadaPública –http://bit.ly/2yZUHaK

 

 

+ INFORMAÇÕES:

Site: ecoasobral.org

Email: comunicaecoa@gmail.com

Telefones: (88) 3611-3324 / 3611-2275

Last modified: 16 de novembro de 2020

Previous Story

AGENDA CULTURAL, EDITAIS

ERRATA ao I EDITAL AÇÃO JOVEM

  ERRATA Ao I EDITAL AÇÃO JOVEM que irá selecionar 12 (doze) projetos de jovens (entre 15 e 29 anos)...

Next Story

AGENDA CULTURAL, PROGRAMAÇÃO CULTURAL

PROGRAMAÇÃO CULTURAL #OCUPASOBRAL – NOVEMBRO 2017

  PROGRAMAÇÃO CULTURAL Mo kí o Novembro é um mês para celebrarmos nossa negritude e a valorização...